Pages

sábado, 24 de novembro de 2012

Os efeitos da seca em Adustina e região





Diferente dos anos anteriores devido a falta de chuva na região os agricultores de Adustina e municípios vizinhos têm pouco a comemorar com relação à safra de milho 2012, pois a queda na produção foi de aproximadamente 70% a 80% e em algumas áreas a perca foi total. Os agricultores que têm suas roças financiadas pelos os Bancos estão se dirigindo a suas Agencias para renegociar sua dividas fazendo aquisição do PROAGRO ou prorrogando os seus débitos, pois a produção é insuficiente pra quitar toda a dívida.
Hoje (24/11) a saca de milho de 60 kg está sendo comercializado na praça no valor de R$ 30,00 a R$ 34,00 dependendo da qualidade do grão e mesmo assim a oferta de milho é muito pouco. 
Açude Público 


Os principais reservatórios de água do município estão com pouquíssima água e alguns já estão completamente secos. O açude público que fica afastado aproximadamente 4 km da cidade está com o nível de água mais baixo de toda sua história e a qualidade da água é tão ruim que está imprópria para os animais consumirem. Alguns pecuaristas por falta de alternativa estão dando a água que escorre do esgoto da cidade correndo um risco muito grande de contaminar todo o rebanho.
A alimentação está sendo feita através de ração de Palma (um tipo de cacto do nordeste) e milho moído. Alguns pecuaristas estão alugando pastos onde a chuva ocorreu com mais freqüência e tudo isto  vem gerando um custo muito grande para os criadores, que já estão desestimulados pretendendo vender todos os seus rebanhos. 


Confira abaixo imagens de alguns reservatórios

 Tanque da Umburana (Seu Carminho)


Barragem da Quixabeira de cima


Fonte: Adustina24horas      

0 comentários:

Postar um comentário