Pages

quarta-feira, 27 de março de 2013

Abaré: Famílias de assentamento entram em acordo e desocupam prefeitura

Segundo o coordenador do assentamento, Epifânio Barros, esse foi apenas o primeiro passo na busca de mais conquistas

AbaréChega ao fim o impasse entre a Prefeitura de Abaré, no norte da Bahia, e as famílias do Assentamento Antônio Conselheiro. Em audiência realizada na manhã de hoje (26) pelo juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Paulo Afonso (BA), Glautemberg Bastos de Luna, as duas partes envolvidas entraram em acordo após os assentados ocuparem a prefeitura por cinco dias.
Entre as reivindicações das famílias, o município deve cumprir as seguintes: oferecer atendimento médico no assentamento a cada 15 dias e disponibilizar um veículo para o transporte de pacientes em situação de urgência até o posto de saúde do Umbuzeiro, localizado a 3 km do assentamento. Caso o município não atenda as emergências, deverá pagar uma multa diária de R$ 2 mil.

A liderança do assentamento realizará, em parceria com a prefeitura, o cadastramento dos assentados na Unidade de Saúde da Família (USF) do Umbuzeiro entre os dias 15 de abril e 15 de maio. Também será feito um levantamento dos alunos matriculados nas escolas estaduais e municipais para organizar o itinerário do transporte escolar até a comunidade.
Segundo o coordenador do assentamento, Epifânio Barros, esse foi apenas o primeiro passo na busca de mais conquistas. “Não foi o acordo que nós esperávamos, mas o primeiro passo foi dado. Para quem nunca teve nada foi um acordo satisfatório. Nós queríamos médico pelo menos uma vez na semana, mas esperamos não ter que invadir mais nenhum órgão público e que o prefeito em exercício assuma o que foi acordado perante o juiz desta comarca”, disse. (Fonte/foto: vereadora Carol Pires)

Mais Informações: Jeremoabo Agora

0 comentários:

Postar um comentário