Pages

sexta-feira, 8 de março de 2013

Polícia encontra o local onde as vítimas da chacina de Valéria foram torturadas

Equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) localizaram dois barracos na região da Lagoa da Paixão, no Subúrbio Ferroviário, com diversas marcas de sangue no chão, cartuchos de munição, com características de pistolas ponto 380 e ponto 40, cordas, lonas e sacos plásticos, semelhantes aos materiais encontrados junto aos corpos das vítimas da chacina, em Valéria.
Os policiais acreditam que os imóveis foram utilizados para torturar e matar os dois homens e as três mulheres, encontrados nos fundos da empresa de siderurgia. Peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foram enviados ao local para confirmar se os cinco foram mortos ali.
Um suspeito de envolvimento na chacina, que não teve o nome revelado, foi descoberto nas imediações dos barracos, na Lagoa da Paixão, e conduzido à sede da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), na Pituba, onde será interrogado.
Duas das cinco vítimas da chacina já estão identificadas. Tiago Batista dos Santos e Deilton da Silva Santos, vulgo "Binho". .
Entre as três mulheres mortas, duas foram identificadas, até o momento, apenas pelos prenomes de Jéssica e Larissa. A terceira vítima feminina era conhecida pelo apelido de “Jojó. Os corpos estavam amarrados e com diversas marcas de tiros. 


Fonte: Rede News Bahia

0 comentários:

Postar um comentário