Pages

quarta-feira, 8 de maio de 2013

CONVIVÊNCIA COM O SEMIÁRIDO:Comitê amplia diálogo com municípios e sociedade civil

A reunião do Comitê Estadual para Ações de Convivência com o Semiárido, desta terça-feira (7), marcou o início da participação de entidades para além das esferas estadual e federal. O encontro, realizado no auditório da secretaria estadual da Casa Civil, em Salvador, contou com a presença da União dos Municípios da Bahia (UPB), da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb) e de representantes de movimentos sociais pertencentes ao Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural e Sustentável (CEDRS). A partir de agora, estas instituições participarão uma vez por mês das reuniões do comitê.

O secretário da Casa Civil e coordenador do Comitê, Rui Costa, salientou a importância da presença destas instituições para a ampliação do diálogo dentro do Comitê. “É um grande avanço. A parceria com o município garante a capilaridade das ações e a presença da sociedade civil é fundamental para o entendimento das prioridades, a fim de dar celeridade às ações, de fato, prioritárias. O comitê está muito mais completo agora”, afirmou Rui.
Pensando as políticas de convivência com o semiárido, Costa destacou importantes marcas atingidas pelo Governo da Bahia. Deste o início da gestão, em 2007, até o final deste ano, serão atingidas as marcas de mais de 3,5 mil poços perfurados e 166,7 mil cisternas implantadas.
Segundo o secretário, “este é o maior investimento na democratização do acesso à água na história da Bahia. Chegaremos ao final de 2014 com cerca de R$ 8 milhões investidos através do Programa Água para Todos, entre obras de água e esgoto”, afirmou Costa.
O secretário também destacou a construção de mais 430 barreiros no estado. Destas, 300 unidades serão construídas pelo Governo do Estado em 50 municípios. Um investimento de R$ 14 milhões, com início das obras previsto para Julho deste ano. As outras 130 unidades estão em licitação e são de responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), somando um valor total de R$ 7 milhões.
Sistema de Abastecimento de Jacobina - A obra emergencial do Sistema Integrado de Abastecimento de água do município de Jacobina já está em fase de testes e tem previsão de entrega ainda neste mês de maio. O investimento de, aproximadamente, R$ 33,6 milhões vai beneficiar 83 mil pessoas.
Palma – O presidente da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (Ebda), Elionaldo Telles, informou que R$ 4,3 milhões já foram investidos em palma forrageira adensada no estado. Uma ação que visa garantir a segurança alimentar dos rebanhos. Dentre as inciativas, destacam-se as três biofábricas implantadas nos municípios de Juazeiro, Irecê e Feira de Santana; 177 unidades técnicas demonstrativas (UTD´s) já foram implantadas; 53 hectares de estações da EBDA foram plantados, produzindo 75 milhões de raquetes para distribuição. A iniciativa já beneficia mais de 2 mil agricultores familiares.
Adutora do Algodão - Foi assinada, na última segunda-feira (6) a Ordem de Serviço que autoriza o início das obras referentes à primeira fase da segunda etapa da adutora, que levará água aos municípios de Caetité, Morrinhos, Maniaçu, Lagoa de Dentro e Lagoa de Fora. O investimento é de R$ 28 milhões, beneficiando 33 mil pessoas.

Casa Civil BA

0 comentários:

Postar um comentário