Pages

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Cantor Khill, do Patchanka, se encontra com Bell e deve assumir voz do Chiclete

Enlarge font
image Encontro entre Bell e Khill pode definir o cantor do Chiclete
O ritmo é parecido, a batida é quase a mesma e a voz confunde os desavisados. No domingo (22), um encontro entre o cantor Bell Marques e Khill, da Patchanka, fortalece as especulações em torno de qual será a nova voz do Chiclete com Banana.
As semelhanças entre Patchanka e Chiclete são as principais causas que levam Khill a assumir o tão cogitado posto, mantendo as características tidas como exclusivas e que empurram milhões de chicleteiros pela Bahia afora. 

A Patchanka fez sucesso quando surgiu em meados de 2002, com canções fortes como, “Te Amar é Preciso”, mais conhecida como Peixinho e muitas outras. Coincidência ou não, a Patchanka retorna ao cenário musical após anos sem tocar. Agora, com o anúncio da saída de Bell, Khill retorna trazendo na bagagem composições e aprimoramentos - como o estudo ainda maior de guitarra, contrabaixo e violão, instrumentos que toca desde a adolescência. E Khill manda avisar: "Quem já gostava da Patchanka antes, vai se surpreender ainda mais com as novidades que o grupo está preparando para essa nova fase na carreira".

Mas, ainda que anunciando no site oficial uma nova fase da banda, parece que a novidade virá mesmo para a vida do artista. Khill entra na fila para puxar o Camaleão e Nana e nos bastidores a informação sobre ele ser o novo vocalista do Chiclete já é tida como certa.

Outros cogitados
Entre os artistas também especulado estão o cantor Topeira, da Banda 5% e o cantor Rafa Chaves, da banda Via Circular. Toperia já tem a experiência de puxar o bloco Nana Banana às quintas. Rafa assumiu, recentemente, o lugar de Levi Lima e já é destaque entre os novos artistas do cenário musical baiano.

"Soaria estranho"
O pai de 20 composições do Chiclete com Banana não tinha como ficar de fora das especulações em torno da nova voz para assumir a banda, comandada por 30 anos pelo cantor Bell Marques. "Às vezes fazem menção em meu nome pela relação que tenho com o Chiclete e já me abordaram na rua perguntando se irei para o grupo", contou Alexandre Peixe, durante conversa na tarde da última terça-feira (17). 

Segundo Peixe, não foi feito nenhum contato ainda por parte dos empresários do Chiclete com Banana sobre uma possível ida do artista para uma das principais e maiores bandas da Bahia. 

Em parceria com Beto Garrido, Peixe foi o responsável por sucessos do Chiclete como “Voa Voa” (eleita a melhor canção do Carnaval de 2003), “100% Você” (por quatro anos seguidos relacionada entre as 10 músicas mais tocadas em shows em todo Brasil segundo o relatório do ECAD), “Não Vou Chorar” e “A Fila Andou”.

Ainda que com tanta afinidade com o Chiclete, quando questionado sobre a resposta que dará quando caso convite seja feito, o compositor se esquiva: "Não saberia te responder. Sempre fiz carreira solo, nunca fui de banda. Normalmente acontece o contrário. O cantor sai para fazer o solo. Acho que soaria estranho. Não ventilo isso. Confesso, que não sei te dizer a minha resposta", afirmou Peixe.

No dia 10 de setembro, o cantor Bell Marques ao apresentador Zé Eduardo. Recebendo Zé na loja Ana Import, bastante emocionado, Bell explicou o fim da parceria que fez história no Carnaval da Bahia e construiu um sucesso de 30 anos. "É decorrente de um desgaste natural na banda. Tenho amizade com todos, com meu irmão, mas não estava tendo o prazer mais de tocar. Quero revigorar", afirmou. 

Com informações do site Bocão News
Mais Informações: Interior da Bahia

0 comentários:

Postar um comentário