Pages

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Partido pode mudar até de nome para acolher Marina Silva

Partido pode mudar até de nome para acolher Marina Silva
Foto: Juliana Almirante/Bahia Notícias
O presidente do nanico PEN (Partido Ecológico Nacional), o ex-deputado estadual Adilson Barroso (SP), afirmou que aceita até mudar o nome da sigla para "Rede" para abrigar a candidatura presidencial de Marina Silva. A ex-senadora tenta montar a Rede Sustentabilidade para disputar o Planalto, mas corre o risco de o registro do partido ser negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no julgamento da semana que vem. "O acordo conosco é o de não falar enquanto não se resolver a situação na Justiça, porque quem tem plano B na verdade não tem o plano A. Mas vou oferecer o partido para ela se candidatar, não desisto dela de jeito nenhum. Se precisar mudar o nome do PEN para Rede, sou capaz de fazer isso", disse Barroso. Segundo a Folha, Marina se recusa a falar sobre a possibilidade de se filiar a outra legenda caso a Rede não seja montada a tempo para 2014 -o prazo expira em 5 de outubro. O partido não conseguiu as 492 mil assinaturas necessárias para o registro -faltam 52 mil nomes. 
 
Bahia Notícias

0 comentários:

Postar um comentário