Pages

domingo, 24 de novembro de 2013

Vitória marca gol 1000, mas empata com Criciúma e se complica na busca pela Libertadores

Vitória marca gol 1000, mas empata com Criciúma e se complica na busca pela Libertadores
Foto: Fernando Ribeiro /Agência Estado
O Vitória ficou no empate em 1 a 1 com o Criciúma neste sábado (23), no Heriberto Hülse, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol Rubro-Negro se tornou histórico, por ser a milésima bola na rede do clube no certame nacional. No entanto, o resultado não foi bom para a equipe comandada por Ney Franco, que briga por uma vaga no G4. Agora, o Leão precisa torcer para um tropeço dos seus concorrentes e vencer os duelos contra  Flamengo e Atlético-MG
O JOGO

A partida começou truncada, com muita marcação e as equipes tentando criar suas primeiras chances com ligação direta entre defesa de ataque. As principais disputas eram apenas por causa do excesso de faltas e discussões. 
 
Aos 12 minutos, a bola foi levantada na área do Vitória e Victor Ramos colocou a mão bola. Wilson Luiz Seneme não teve dúvidas e marcou o pênalti. Na cobrança, Wellington Paulista, com tranquilidade, mandou no canto esquerdo de Wilson, e abriu o placar no Heriberto Hülse.
 
Lutando para se salvar do rebaixamento, o Criciúma queria logo ampliar o placar. Dois minutos depois do gol, Morais arriscou um chute de longe e a bola passou perto do gol, assustando o Wilson.
 
Diferente das últimas partidas, o Vitória encontrava dificuldades para chegar ao setor ofensivo. Já o Criciúma, sempre levava perigo ao ataque. Aos 20 minutos, em cobrança de falta, Sueliton mandou colocada no canto esquerdo. A bola passou por Wilson e explodiu na trave.
 
Na primeira jogada efetiva de ataque do Vitória, aos 27, William Henrique cruzou, mas Marquinhos errou o domínio e zaga do Tigre afastou do perigo.
 
O Criciúma concentrou seus ataques pelos flancos enquanto que o Vitória se fechou tentando sair nos contra-ataques.
 
Aos 32, Juan fez um bom cruzamento e Marquinhos tentou de bicicleta, mas pegou mal e a bola ficou com Galatto.
 
A defesa do Tigre deu bobeira aos 35. Dinei roubou a bola, avançou e tocou para Marquinhos. No entanto, o atacante Rubro-Negro bateu fraco, nas mãos do goleiro.
 
O Criciúma quase chegou ao segundo gol, aos 40. Marlon arriscou chute de fora da área e Wilson espalmou para salvar o Rubro-Negro.

Segundo tempo

Para tentar sair de Santa Catarina com um resultado positivo, o técnico Ney Franco promoveu duas substituições no intervalo. Tirou Michel e William Henrique e colocou o lateral-esquerdo Danilo Tarracha e o atacante Maxi Biancucchi. Com isso, Juan foi deslocado para o meio e ficou como responsável de criar as jogadas ofensivas.
 
E as mudanças deram certo. O Vitória voltou com uma postura mais ofensiva e aos seis minutos Juan arriscou de longe, mas Gallato fez uma grande defesa. 
 
Aos sete minutos, não deu para Gallato. Após cobrança de escanteio, Dinei cabeceou firme e empatou o marcador. Esse foi o gol de número mil do Vitória no Campeonato Brasileiro.
 
O Criciúma não estava com o mesmo ímpeto do segundo tempo e pouco criava. Aos 14, Lins desceu em velocidade pela faixa central do gramado, tentou a finta em Victor Ramos, que fez o desarme preciso e saiu jogando.
O Tigre só acordou a partir dos 20 minutos. Wellington Paulista, livre, chutou de chapa no canto esquerdo. E mais uma vez Wilson realizou grande defesa.

O jogo ficou aberto e as duas equipes chegavam com perigo. Aos 29, Wellington Paulista, na área, cabeceou no cantinho esquerdo e o arqueiro defendeu sem problemas. Dois minutos depois, André Gava, livre na área, chutou cruzado e Wilson salvou.

E Ney Franco deixou o time mais ofensivo. Aos 32 minutos, tirou o meia Escudero e colocou o atacante Alemão. Porém, o Rubro-Negro não conseguiu concretizar as chances em gols. Aos 44, Ayrton recebeu um belo passe da Alemão, mas mandou a bola para fora. E acabou no empate em 1 a 1.

FICHA TÉCNICA 
CRICIÚMA 1 X1 VITÓRIA
Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC) 
Data: 23 de novembro de 2013, sábado 
Horário: 18h30 (de Salvador) 
Árbitro: Wilson Luiz Seneme - Fifa (SP) 
Assistentes: Vicente Romano Neto e Bruno Salgado Rizo (ambos de SP)
Gols: Criciúma: Wellington Paulista (de pênalti), aos 12 minutos do primeiro tempo. Vitória: Dinei, aos sete do segundo.
Cartões amarelos: Criciúma: Sueliton, Bruno Renan e Henik. Vitória: Victor Ramos e Juan.
 
CRICIÚMA: Galatto; Sueliton, Ewerton Páscoa, Fábio Ferreira e Marlon; Henik, Serginho, Elton (Bruno Renan) e Morais (André Gava); Lins (Cassiano) e Wellington Paulista.
Técnico: Argel Fucks
 
VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Michel (Danilo Tarracha), Luís Cáceres e Escudero (Alemão); Marquinhos, Dinei e William Henrique (Maxi Biancucchi)
Técnico: Ney Franco
 
Fonte: Bahia Notícias

0 comentários:

Postar um comentário