Pages

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Grupo assalta banco e pega PM em armadilha em Ribeira do Amparo-BA

De acordo com testemunhas, os criminosos teriam reclamado do pouco dinheiro encontrado nos caixas bancários
Crime aconteceu em agência do Banco do Brasil
Um grupo de cerca de cinco homens assaltou um banco na madrugada desta terça-feira (3) na cidade de Ribeira do Amparo, a cerca de 260 quilômetros de Salvador. Durante a fuga, os criminosos conseguiram furar os pneus de uma viatura da Polícia Militar com uma armadilha, evitando que fossem perseguidos.

De acordo com a Delegada Titular do município, Rosana Capitulino, o crime aconteceu por volta de 3h e deixou a agência bancária completamente destruída: "Eles explodiram os caixas eletrônicos e até o teto ficou destruído".
A agência é cercada por residências, e segundo informações de testemunhas, os criminosos chegaram ao banco em uma caminhonete, fortemente armados com fuzis. "O vidro do banco foi quebrado com uma marreta, e os terminais eletrônicos foram explodidos com dinamites. 
A quantia roubada ainda não foi revelada, mas testemunhas do crime afirmam que os assaltantes demonstraram desapontamento com o dinheiro encontrado. "Pessoas que moram perto da agência disseram que eles saíram reclamando que tinha pouco dinheiro nos caixas", relata a delegada Rosana. "Tomara que isso faça eles não voltarem mais", brinca.
Armadilha
Para atender a ocorrência, uma guarnição da Polícia Militar de Cipó, a cerca de 11km de Ribeira do Amparo, teve que se deslocar. No entanto, antes de realizarem o assalto, os criminosos armaram três armadilhas no chão da única estrada asfaltada que liga as duas cidades.

Segundo delegada titular do município, agência ficou completamente destruída
Ainda segundo a delegada Rosana, a viatura de Cipó que iria atender o caso passou pelos objetos deixados na pista pelos assaltantes e tiveram os pneus furados. A polícia suspeita que o grupo que roubou o banco teria fugido por uma estrada de terra, em direção à Sergipe.
Informações: Correio24Horas

0 comentários:

Postar um comentário