Pages

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Vaqueiro acusado de estuprar cadeirante é linchado e preso por populares


Um vaqueiro acusado de estupro, apesar de ter tentado se esconder dentro de uma igreja, foi linchado e preso na noite desta terça-feira, 22 de janeiro, pela população de Cruzeiro do Sul, município de Vereda. Quando a guarnição da Polícia Militar, formada pelo sargento Joaci Mota e soldado Aritana dos Santos, chegou ao local, Claudemir Moura dos Santos, 27 anos, o “Siu”, estava com pés e mãos amarrados com corda e fita adesiva.

Populares bateram no acusado e um dos agressores acertou uma paulada na cabeça dele, que levou 12 pontos. Na madrugada desta quarta-feira, 23, ele foi levado para o Hospital Municipal de Medeiros Neto, onde recebeu os primeiros socorros, e, posteriormente, apresentado na Delegacia da Polícia Civil.
A vítima, uma mulher de 49 anos, que segundo a polícia teve Acidente Vascular Cerebral e, em razão do AVC faz uso de cadeira de rodas, foi socorrida pela filha, que acabava de chegar à residência da mãe com o namorado.
O acusado nega o crime e disse que a população cometeu uma injustiça contra ele e acusa um homem que, segundo ele, estava usando camiseta azul. “A minha camisa é verde, pode olhar pra o senhor ver”, se defendeu.
O acusado tem passagem pela polícia por furto e estava em visível estado de embriaguez.

Radar58
SulBahiaNews

0 comentários:

Postar um comentário