Pages

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Joaquim Barbosa pode deixar o STF por achar que 'chegou a hora de sair'

Joaquim Barbosa pode deixar o STF por achar que 'chegou a hora de sair'
Foto: STF
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, declarou a revista Veja deste final de semana, que acha “que chegou a hora de sair” da Suprema Corte. As especulações são de que o ministro deixe a toga para poder se candidatar a presidente da República nas eleições que ocorrerão neste ano. De acordo com a Veja, o ministro só espera terminar o julgamento dos embargos infringentes, que será retomado na próxima quinta-feira (20), para pedir aposentadoria. Uma das alegações para o pedido de aposentadoria por parte do ministro seria de cansaço. "Estou há quase 11 anos no STF.
Sou favorável a um mandato de doze anos. Acho que já chegou a hora de sair", diz ele. No texto, Barbosa descarta a possibilidade de sair candidato. “Não sou político”, afirma. "Tenho 59 anos de idade. Pode ser que daqui a três ou quatro anos, eu mude de ideia", pondera. A reportagem ainda diz que o ministro foi convidado por dois partidos a se filiar, mas não revelou quais seriam as legendas. Os convites teriam sido recusados por falta de identificação. O ministro ainda afirmou que se identifica mais com o PT “antigo, não esse PT de hoje, tomado por bandidos, pela corrupção”. Segundo ele, seria o “PT de antes da candidatura do Lula”. O ministro, nesta semana, ao retornar as atividades do STF, revogou as decisões proferidas pelo ministro Ricardo Lewandowski, vice-presidente do STF, que assumiu a presidência da Corte durante as férias de Barbosa. Uma das decisões reformadas foi sobre o pedido de liberação para o ex-chefe da Casa Civil, José Dirceu, condenado no julgamento da Ação Penal 470, o mensalão. Se realmente sair candidato à presidente, Barbosa pode forçar um segundo turno nas eleições presidenciais. Segundo pesquisa do Datafolha, o ministro teria 15% das intenções de voto.

Bahia Notícias

0 comentários:

Postar um comentário