Pages

terça-feira, 29 de abril de 2014

Estresse crônico no casamento aumenta risco de depressão, afirma pesquisa

Estresse crônico no casamento aumenta risco de depressão, afirma pesquisa
O estresse conjugal crônico pode aumentar os riscos de depressão ao casal. A conclusão de um estudo da Universidade de Wisconsin-Madison, publicado na revista científica "Journal of Psychophysiology". Segundo os autores, a descoberta pode contribuir para saber o que faz às pessoas se tornarem mais vulneráveis à depressão do que outras. A pesquisa ainda informou que o estresse conjugal crônico pode servir como modelo para entender como outros fatores estressantes cotidianos podem levar à depressão. Participaram da pesquisa voluntários casados que responderam a questionários sobre o próprio estresse. Eles ainda responderam a perguntas sobre qualidade do casamento e frequência com que se aborreciam com o parceiro. Depois de nove anos, os voluntários voltaram a responder a novos questionários e, posteriormente, foram submetidos a testes laboratoriais para medir como reagiam a experiências negativas e positivas. 
 
No último teste, as pessoas eram convidadas a olhar para algumas imagens que representavam experiências positivas e a outras com experiências negativas. No final, os pesquisadores mediram o tempo de reação ao contato com cada tipo de experiência. Aqueles que relatavam maiores níveis de estresse conjugal tinham respostas mais curtas às experiências positivas, o que indica que eles tiveram mais dificuldade em desfrutar o bom momento. Não houve diferença significativa nas respostas às experiências negativas. Segundo os pesquisadores, a dificuldade em desfrutar das experiências positivas é uma das características da depressão e coloca a pessoa em risco para outros sintomas depressivos, segundo os autores.
Autor: Informações do G1.

0 comentários:

Postar um comentário