Pages

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Homem tem cem orgasmos por dia, mas não consegue manter relações sexuais

Homem tem cem orgasmos por dia, mas não consegue manter relações sexuais
Foto: Reprodução/Facebook
Cem orgasmos por dia. A situação do americano Dale Decker, 37 anos, que sofre da Síndrome da Excitação Genital Persistente é aparentemente prazerosa, mas se torna constrangedora e incômoda. Pai de dois filhos e natural de Wisconsin, Decker sentiu os primeiros sintomas ao se dirigir ao hospital após ter deslocado um disco nas costas. Ele ejaculou cinco vezes no trajeto entre sua casa e a unidade médica, e desde então os orgasmos são diários e constantes. “Imagine estar de joelhos, no funeral do seu pai ao lado de seu caixão, dando adeus a ele, e então você tem nove orgasmos ali mesmo, enquanto sua família inteira está em pé atrás de você", relatou ele, para quem “isso faz com que você nunca mais queira ter um orgasmo”, acrescentou. Decker afirma que as sensações são boas fisicamente, mas o deixam revoltado, o que torna a situação desconfortável e o faz ter medo de sair de casa. “Se você está em público, está em frente de crianças”, observa. Segundo ele, apenas sua esposa, April e seus dois filhos compreendem sua condição. Apesar da excitação persistente, o homem não consegue satisfazer sexualmente sua esposa, já que a síndrome não permite que ele complete a relação da forma mais adequada. “Já tentei ler a respeito, fui a médicos, mas ninguém me ajudou. Não sei o que vou fazer. Apenas quero minha vida de volta”, queixa-se ele. O casal dorme em camas separadas. De acordo com a ginecologista nova iorquina Dena Harris, “ficar excitado pode ser uma coisa maravilhosa, mas isso não é como a excitação, não é nem mesmo sexual. Isto é um espasmo horrível e pode ser tremendamente dolorido. O suicídio é sempre uma preocupação quando as pessoas sofrem desta condição – eles sentem que não têm outra forma de escapar disso”, explicou. Com informações do NY Post. 
Bahia Notícias

0 comentários:

Postar um comentário