Pages

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Seca no semiárido nordestino ameaça obras de transposição do Rio São Francisco



Volume baixo de canal em PernambucoA redenção hídrica para mais de um milhão de paraibanos está comprometida por um antigo vilão, conhecido há muito tempo pelo nordestino: a seca. O sonho de ver as águas da Transposição do Rio São Francisco chegarem à Paraíba pode ser adiado.

O cenário de estiagem no semiárido e no Sudeste do País faz morrer a esperança de que o Velho Chico matará a sede dos nordestinos e resolverá, de uma vez por todas, a falta de água no Nordeste. 

Com 17,74% do volume útil na barragem-mãe de Sobradinho, a transposição só poderá ocorrer se o manancial transbordar, já que a obra é projetada para que todas as bacias do Nordeste Setentrional (Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará) recebam as águas, a partir da cheia do São Francisco, conforme informações do Comitê das Bacias Hidrográficas do São Francisco e do engenheiro da obra, José Barcelar. 

Leia a matéria completa na edição deste domingo (16) do Jornal Correio da Paraíba.

0 comentários:

Postar um comentário