Pages

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Garoto de 06 anos morre durante passeio com tio em Inhapi- AL


Uma criança de seis anos de idade morreu a caminho do hospital, na tarde deste sábado (03), por volta das 13h30min, depois de ter sido levada por um tio de 14 anos para tomar banho em um barreiro, localizado no Sítio Roçado, zona rural de Inhapi. O garotinho que foi identificado como José Paulo Gomes da Silva teria sido vítima de afogamento.
O menino era criado por uma tia, que informou com exclusividade para a reportagem do site que estava com o filho, quando o adolescente pediu para realizar um passeio com ele. A mulher que não quis se identificar diz que ficou receosa, mas como se tratava de um tio, acabou permitindo.
Foto: Cortesia/Central do Sertão
Conforme o relato da mãe, depois de cerca de duas horas, o menor apareceu com as roupas do sobrinho e ao ser questionado sobre o que havia acontecido com ele, o mesmo teria dito que não sabia, embora o tenha levado para passear sob sua responsabilidade. Ela diz que entrou em desespero e a aflição aumentou ainda mais ao tomar conhecimento de que o adolescente e alguns amigos estavam se banhando junto com a criança em um barreiro, na zona rural.
A mulher conta que procurou o Grupamento de Polícia Militar (GPM) do município que a acompanhou até a localidade, onde para a surpresa dela, o menor que tinha dito que não sabia do paradeiro do sobrinho, já estaria esperando os policiais com ele desfalecido nos braços, como se o tivesse resgatado de dentro das águas.
De acordo com o Cabo Marcos Araújo, o menino recebeu os primeiros socorros de uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que não conseguiu reanimá-lo e o encaminhou para o hospital regional Clodolfo Rodrigues de Melo, em Santana do Ipanema. O mesmo teria morrido a caminho da unidade de saúde.
A mãe do garoto não acredita que ele tenha morrido vítima de afogamento, já que de acordo com ela o menino apresentava vários hematomas pelo corpo, como se tivesse sido agredido. Ainda de acordo com a mulher, o filho estava com sangramento no ânus e no nariz, além disso apresentava ferimentos que pareciam ter sido provocados com queimaduras de cigarro.
A suspeita dela  é que o garoto tenha sido violentado sexualmente e depois jogado dentro do barreiro para disfarçar o crime. Ela acusa o adolescente, tio da vítima, e também aponta alguns amigos dele que estariam presentes no momento do suposto abuso sexual.
O caso deve ser investigado pelo delegado José Walter Fontes Cunha, titular da delegacia distrital.
O corpo de José Paulo foi levado para o necrotério do posto de saúde da cidade e depois foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca.
Fonte: Minuto Sertão

0 comentários:

Postar um comentário