Pages

sábado, 23 de maio de 2015

“Ele tinha família”, diz Rui ao lamentar morte de PM e mandar recado para os órgãos de direitos humanos

Durante a cerimônia em que recebeu a Comenda Ministro Coqueijo Costa, da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho da Bahia, nesta quinta-feira, dia 21, o governador Rui Costa (PT), desabafou sobre a morte de mais um policial militar na Bahia este ano. O soldado PM, Denisson Rodrigues foi executado por bandidos durante um assalto a uma agência dos Correios nesta quinta na Cidade de São José da Vitória, no sul da Bahia.Indignado, o governador questionou o tratamento dado pelas entidades de direitos humanos quando as vítimas são policiais. “O que eu sinto às vezes, e confesso, fico triste porque há pouquíssima repercussão ou preocupação – Inexiste às vezes a preocupação de órgãos de direitos humanos quando quem vem a óbito é um policial militar”, reclamou.“Eu lembro que esse policial tem filho, tem filha, tem esposa, tem família. Às vezes o foco é exclusivamente [e a minha crítica vai para o exclusivamente] quando o óbito acontece com uma pessoa que está envolvida com algum ato criminal. Mas quando é com um policial, infelizmente não há a mesma indignação que há. Eu quero manifestar toda a minha indignação tanto quando há a morte de um policial quanto de qualquer pessoa civil”, desabafou.Rui pediu ainda um esforço conjunto das famílias e da sociedade no combate ao tráfico de drogas e na criminalidade, áreas que segundo ele são responsáveis por mais de 70% dos óbitos de jovens e adolescentes.Foto: adelsoncarvalho.com.br

0 comentários:

Postar um comentário