Pages

sexta-feira, 11 de março de 2016

Adutora do Projeto Águas do Sertão já pode passar por localidades do município de Adustina

O prefeito do município de Adustina, José Aldo Rabelo de Jesus (PMDB), – acompanhado pelos vereadores Antonio Vieira Dias e Gidelson Batista Duarte – compareceu na Secretaria de Relações Institucionais (Serin) do Estado da Bahia, onde assinou uma Declaração permitindo ao Estado dar continuidade à construção da adutora do Projeto Águas do Sertão, passando por localidades do município.

 

O projeto aproveita o potencial hídrico subterrâneo do Aqüífero Tucano, uma das maiores reservas subterrâneas do Brasil. A obra levará água a milhares de pessoas moradoras de diversos municípios localizados na região semiárida da Bahia.

 

A comitiva de Adustina foi recebida pela coordenadora executiva da Coordenação de Assuntos Federativos (COAF), Elisa Pellegrini, que esteve representando o secretário Josias Gomes, titular da Serin.

 

“Com esta autorização estou contribuindo para melhorar bastante o fornecimento de água para milhares de pessoas que atualmente sofrem com a seca. Ao assinar o documento também sinalizo a formalização da parceria institucional com o governo do Estado”, destaca o prefeito de Adustina.

 

Segundo Elisa Pellegrini, o prefeito atendeu a solicitação da Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (CERB) para que o município permitisse a passagem por suas terras da Adutora Principal de Água Bruta – execução do reservatório e rede de distribuição e ramais.

 

A tubulação da adutora passará pelas localidades de Lagoa Seca, Papamel, Vila São José, Sítio da Conceição, Lagoa do Barro, Lagoa dos Ninhos, São Francisco (1ª etapa), Cruz das Almas, e São Miguel (2ª etapa), todas no município de Adustina.

 

O percurso atravessará, ainda, terras das localidade de Vila São Pedro e Mandacaru (município de Cícero Dantas), Lagoa Preta,  Roça Nova,  Taquara, Capivara, Garrincheira, Mulungui, Cabeça da Serra, e Baixão (município de Paripiranga), Sujoa, Raso Pintado, Serra Velha, e Umbuzeiro (município de Fátima).

 

Todas essas localidades serão beneficiadas, de acordo com o projeto firmado com o Ministério das Cidades, Caixa Econômica Federal (CEF), e Governo do Estado da Bahia para as obras do Projeto Águas do Sertão, inserido no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

 

A adutora será a primeira de uso múltiplo na Bahia, podendo ser empregada para o abastecimento humano, a dessendentação animal e para o uso agroindustrial. Já foram perfurados quatro poços tubulares e implantados 142,8 quilômetros de adutora e 100,6 quilômetros de rede de distribuição e sistema de reservação, dentre outros equipamentos.

 

A Bacia Sedimentar de Tucano, além de uma das maiores reservas subterrâneas de água de boa qualidade, é a única alternativa de manancial da região, onde se concentram 13% da população que não tem acesso à água de qualidade.

 

Projeto Águas do Sertão – O projeto prevê investimento de R$ 75,4 milhões para a construção da primeira etapa do sistema produtor e adutor de água bruta, na região nordeste do Estado, sendo 5% do montante (R$ 3,7 milhões) contrapartida do Governo da Bahia.

Entre os municípios da primeira etapa estão Adustina, Banzaê, Cícero Dantas, Fátima, Heliópolis, Paripiranga, e mais 18 localidades desses municípios. A obra beneficia aproximadamente 166 mil habitantes, com uma demanda de 345 litros por segundo. Serão perfurados oito poços com vazões esperadas em torno de 200 m3/hora.

O projeto implicará em um real aproveitamento do enorme lençol freático existente na Bacia Sedimentar de Tucano, com água em quantidade e de qualidade e que, no entanto, não era usufruída pela população regional para as necessidades básicas das famílias.

Considerado uma das prioridades do governo baiano, o projeto se insere no Programa Água para Todos e constará de cinco etapas, beneficiando 38 municípios, e orçado em R$ 600 milhões no total. Contempla o aproveitamento integrado do Aquífero da Bacia Sedimentar de Tucano e abastecerá uma faixa de 10 km ao longo de 1.500 km de rodovias que interligam esses 38 municípios.
Fonte: Ascom Bahia

0 comentários:

Postar um comentário