Pages

quinta-feira, 26 de maio de 2016

'Quando acordei tinham 33 caras em cima de mim', diz vítima de estupro no Rio

'Quando acordei tinham 33 caras em cima de mim', diz vítima de estupro no Rio
Foto: Reprodução / Twitter
Dois dos envolvidos no caso de estupro coletivo a uma jovem de 17 anos no Rio de Janeiro já foram identificados pela polícia. Segundo informações do jornal O Globo, a vítima, que segundo o relato dos agressores, teria sido estuprada por 30 homens, foi encaminhada na manhã desta quinta-feira (26) para o setor de ginecologia do Hospital Maternidade Maria Amélia para fazer exames. A jovem tentou fugir diversas vezes do hospital. "Quando acordei tinham 33 caras em cima de mim. Só quero ir para casa", disse ao Globo. Ela passou a madrugada no Instituto Médico Legal e já prestou depoimento na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), que investiga o caso. A polícia pedirá a prisão preventiva dos suspeitos identificados até o momento. O pai da menina relatou que o estupro ocorreu na última sexta-feira (20) no Morro São João, na Praça Seca. “Ela foi num baile, prenderam ela lá e fizeram essa covardia. Bagunçaram minha filha. Quase mataram ela. Estava gemendo de dor. Ficou tão traumatizada que só conseguia chorar”, disse chorando e muito abalado. A conta do Twitter do homem que divulgou o vídeo foi excluída. Nas imagens, a jovem aparenta está dopada e tem suas partes íntimas exibidas.  O rosto de um dos agressores também aparece.  
 
Bahia Notícias

0 comentários:

Postar um comentário